Clube FII News News

Notícias para o investidor de fundos imobiliários

Conheça o Clube FII

Conheça o Clube FII

beta
INFORMAÇÕES DOS IMÓVEIS DE FIIS COMO VOCÊ NUNCA VIU
Conheça o plano de assinatura FII DATA PROFESSIONAL, voltado para investidores que buscam informações detalhadas do mercado imobiliário brasileiro e os imóveis que compõem Fundos Imobiliários!
Não perca esta oportunidade!

Informações dos imóveis de FIIs como você nunca viu antes!
Híbrido

HGRU11 assina compromisso de venda para Makro Atacadista no ES

Fundo Imobiliário CSHG Renda Urbana pretende vender imóvel atualmente locado por R$ 20,8 milhões

Por Luciene Miranda
segunda-feira, 30 de maio de 2022 Atualizado

O Fundo Imobiliário CSHG Renda Urbana (HGRU11) assinou promessa de venda do imóvel localizado na Rodovia Governador Mário Covas, nº 4.324, km 267, na cidade de Serra, no Espírito Santo, para o Makro Atacadista por R$ 20,8 milhões.

 

Atualmente, o imóvel está locado para a DMA Distribuidora, segundo a Credit Suisse, administradora do fundo.

 

HGRU11 assina compromisso de venda para Makro Atacadista no ES

 

O valor da aquisição será pago em parcelas, caso o negócio seja concretizado, de acordo com o comunicado.

 

Tendo em vista que o fundo detém o direito de aquisição do imóvel, a administradora prometeu ceder onerosamente os direitos ao comprador, mediante a assinatura da promessa de cessão.

 

O direito de compra do imóvel será cedido por R$ 14,2 milhões, dos quais o comprador já pagou ao fundo um sinal de R$ 2,52 milhões em 27 de maio, restando uma parcela de conclusão de R$ 3 milhões a ser paga na conclusão da cessão de direitos.

 

O pagamento ainda prevê oito parcelas iguais de R$ 8 milhões e sucessivas de R$ 1 milhão a serem pagas no quinto dia útil de cada mês após o pagamento da parcela conclusão.

 

Haverá também a parcela final de R$ 669.029,17 no quinto dia útil do mês após o término do pagamento das parcelas iguais.

 

Com exceção da parcela sinal já recebida pelo fundo nesta segunda-feira (30), o valor das demais parcelas será corrigido pelo IPCA entre as datas do fechamento do negócio e a cada pagamento realizado.

 

Segundo o comunicado, após a conclusão da cessão de direitos, o fundo estará desobrigado a concluir a aquisição do imóvel e a pagar o preço original. O HGRU11 também deixará de receber a receita da locação do imóvel de R$ 171.619,00, equivalente a R$ 0,01 por cota.

 

Como não houve qualquer desembolso pelo fundo em relação ao imóvel - com exceção dos custos de transação e sem considerar as correções previstas nas parcelas - a operação gerará, conforme o fluxo de recebimento, um lucro em regime de caixa correspondente ao valor da cessão, descontados os custos de transação, somando R$ 14,1 milhões, cerca de R$ 0,77 por cota, informou o Credit Suisse.

 

Todos os compromissos financeiros do comprador para a compra do imóvel somarão R$ 35 milhões, um valor superior em 68,2% ao que seria gasto pelo fundo na aquisição do imóvel.

 

O lucro em regime de caixa resultante da operação integrará a base de cálculo da distribuição dos rendimentos do fundo aos cotistas no respectivo semestre em que as parcelas forem recebidas.


mais notícias semelhantes
O Clube FII preza pela qualidade do conteúdo e verifica as informações publicadas, ressaltando que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.